Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O blog do Fi

um português em Berlim

O blog do Fi

um português em Berlim

Livro a caminho

Filipe B., 30.07.21

livro.jpg

Imaginem escrever, em lágrimas, as últimas palavras do novo livro. Foi assim que o terminei hoje. É como trazer ao mundo uma parte de mim. E este livro é todo sobre isso, curiosamente, sobre a relação muito particular de uma mãe e de um filho. Mais não posso contar, por agora.
Imaginar uma história, idealizar como ela segue, e chegar por fim às últimas linhas é um processo que demora. Neste caso foram 5 anos. 5 anos da minha vida. Mas valeu tanto a pena. Sou muito grato por ter este dom e esta oportunidade de partilhar com vocês aquilo que crio. 
 
A ideia surgiu-me em 2016. Rabisquei na altura aquilo que queria escrever. E tinha já o princípio e o fim. Depois a história, os nomes, os personagens e os diálogos foram vivendo comigo nestes últimos 5 anos. Curiosamente, foi quando tudo parou, em Abril do ano passado, que escrevi as primeiras 9 páginas. Voltei a parar mais um ano. Aqui e ali ia apontando ideias.
 
Nas minhas viagens surgiam-me peças de diálogos entre os personagens. Acreditam que é quando ando de bicicleta pela cidade que me surgem mais ideias? É tão libertador, sei lá porquê. E foi daí que veio o título do livro. Há quem pense que escrever, inventar, criar, é fácil. Mas não é. Diria que é um sofrimento (positivo, se puder ser), e uma loucura. É um viver uma outra vida dentro de ti. E agora estou tão perto de o acabar.
 
Desta vez ninguém sabia disto. Só eu. E nem eu sei como aguentei tanto tempo sem falar. Mas chegou a hora de vos contar. Quero tanto partilhar esta história com vocês. É o meu maior orgulho. É uma história completamente ficcionada, mas, claro, com tantas bases na minha/nossa realidade. E assim que lerem as primeiras páginas, vocês vão saber exactamente o que me impulsionou para a escrever. Não tenho medo nenhum de o dizer, chamem-me vaidoso, mas estes 5 anos, praticamente sem escrever, fizeram tão bem à minha escrita. Este é o livro da minha vida. E a minha maior homenagem às minhas origens e a quem e ao que me trouxe até aqui. 
 
Ainda tenho muito trabalho pela frente. Mas, passo a passo, lá chegaremos.
 
Obrigado por todo o apoio.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.